quarta-feira, 10 de outubro de 2007

DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS

Esse e-mail foi mandado por um flamenguista para a assessoria de imprensa do Flamengo.

Uma vergonha. Leiam:

Uma demonstração clara de desrespeito ao torcedor, especialmente àqueles que são denominados VISITANTES, vem sendo dada pelos clubes daqui do Paraná toda vez que o Flamengo joga em Curitiba e, acredito eu, tal postura deva estender-se aos demais clubes e torcidas que aqui comparecem nos estádios locais.

Os estádios dos clubes são tratados como verdadeiras fortalezas inexpugnáveis onde tudo pode para a torcida local e nada é permitidoao adversário, numa tentativa de intimidação velada: a torcida adversária além de ficar espremida num cantinho com pouca visibilidade do jogo - especialmente na Arena da Baixada e na Vila Capanema - num setor descoberto e ao relento (quando chove é um terror!!!), fica impedida de entrar com faixas, bandeiras e instrumentos de bateria –procedimentos que são permitidos somente às torcidas locais.

E não adianta falar com a administração do estádio, chiar, espernear, é assim e ponto final! Enfiaram o tal Estatuto do Torcedor, na gaveta... Não sabemos porque o Ministério Público não toma uma atitude no sentido de coibir essa prática abusiva, pois o que vale para um deveria valer para todos, acredito que caberia uma representação do Departamento Jurídico do Flamengo junto ao MP do Paraná ou mesmo uma interpelação à CBF para questionar esse procedimento. Afinal, quando os times de outros estados jogam no Rio de Janeiro, especialmente no Maracanã, os direitos das torcidas são iguais e não existe discriminação. Se isso não bastasse, o pior vem agora: os preços dos ingressos são altamente diferenciados, simplesmente o que fazem é extorquir oVISITANTE, enquanto os preços para os torcedores locais são reduzidos. Este ano, no jogo contra o Atlético-PR, no dia 08 de agosto, já foi adotada essa prática, apesar da reclamação de todos aqueles que compareceram ao estádio. Foi cobrado 40 reais para visitante, enquanto para o torcedor local era cobrado somente 20 reais, caindo o preço pela metade quando se pagava meia.

No jogo de sábado, contra o Paraná Clube , tal prática vai se repetir. Enquanto os torcedores paranistas pagarão 10 reais pela inteira e 5 reais pela meia entrada, os VISITANTES, ou seja, a grande Nação rubro-negra que deverá se fazer presente, estará sendo explorada e compelida a pagar 40 reais pela inteira e 20 reais pela meia entrada.

Espero que esse fato chegue aos ouvidos da imprensa nacional - através desse blog - e peço a todos os rubro-negros de coração que divulguem esses fatos deploráveis e façam pressão em todos os canais possíveis, mandando emails para a mídia esportiva, para que tenhamos mais respeito como torcedores que somos. Apesar de todas essas mazelas, estaremos lá no sábado, para incentivar o nosso Mengão a mais uma vitória!

Vinícius Nagem
Presidente da FLAPARANÁ

------------------

É lamentável que fatos como esse ainda ocorram no Brasil. Mas, sinceramente, alguém ficou surpreso?

Um comentário:

Rafael Fontes disse...

Adicionei você nos links do meu blog.

Concordo que se o preço é para um tem que ser para todos e não poder existir diferenciação de tratamento entre as torcidas.

Infelizmente estamos no Brasil e aqui futebol não é tratado como coisa séria.

Abraços...

Da uma passada no meu blog e comenta também:

http://comabolacheia.zip.net