segunda-feira, 22 de junho de 2009

"O São Paulo não está com salários atrasados"

Depois da saída de Muricy Ramalho do comando do São Paulo, um dos muitos boatos que surgiram foi o de que o clube está com salários atrasados por dois meses. Para tirar essa dúvida, o blog entrou em contato com João Paulo de Jesus Lopes, diretor de futebol do São Paulo, um dos poucos dirigentes, e não cartolas, do nosso futebol.

Em conversa telefônica, ele reagiu veementemente: "Não é verdade! A primeira coisa que fiz quando soube desta notícia [que os salários estariam atrasados] foi falar com o Osvaldo Vieira de Abreu, nosso diretor financeiro. E ele garantiu que os salários estão em dia e que os direitos de imagem daqueles que entregaram as correspondentes notas fiscais também."

Ainda de acordo com o dirigente, no São Paulo há regras para o pagamento de direito de imagem, como em qualquer outra empresa.

A conversa então rumou para outro lado, mais precisamente sobre a troca de comando no time. No seu entender, havia um processo de exaustão com Muricy Ramalho e, por isso, se fez necessária a mudança.

A escolha de Ricardo Gomes, segundo ele, se deve ao fato de o São Paulo sempre buscar algo novo. O treinador, que morou 14 dos últimos 21 anos na Europa, pode trazer uma nova visão ao mercado, um choque de cultura e de estilo. "Ele tem o perfil do São Paulo. É sério, íntegro, tem caráter, só se preocupa com os fatores do campo. Foi técnico da Seleção Brasileira [pré-olímpica]. Temos absoluta confiança no seu trabalho. Espero que ele recupere o padrão de jogo que o São Paulo tem por história, que é o da qualidade e da excelência.

Ainda segundo Jesus Lopes, nem o ex-jogador e ídolo Raí, nem o empresário e torcedor do São Paulo Abílio Diniz, foram consultados ou avalizaram a contratação do novo treinador. "As decisões do departamento de futebol são tomadas pelo presidente Juvenal Juvêncio, por mim e pelo Leco."


Sobre um possível racha no elenco, ele foi enfático. "Até o momento não detectamos nada. Nem o Muricy nos passou nada. Mas, se houver, o tratamento será o mesmo de outras vezes, rescisão de contrato."

E uma possível rescisão com Washington? Ele disse que não está nos planos do time. E elogiou o atacante. "O Washington é um jogador exemplar. E não tenho nenhum registro de que ele tenha tentado ir embora após ser substituído no jogo contra o Cruzeiro."

Um comentário:

Zanquetta disse...

Parabéns pelo Blog Thiagão!

Abs!