sábado, 15 de outubro de 2011

Adilson que São Paulo mais "loco"

Sob sol escaldante ou debaixo de chuva torrencial, Adilson Batista está sempre passando instruções aos jogadores do São Paulo.

Perfeccionista, ela para as jogadas, exige dos jogadores acerto em todos os passes. Faz com frequência treinos técnicos para melhorar a transição da defesa para o ataque. Assim, com velocidade, espera pegar a retaguarda adversária desprotegida.

Agora o treinador espera incutir nas cabeças dos são-paulinos um pouco de loucura. Aquela loucura que transformou Marcelo Bielsa em um dos melhores do mundo.

Adilson é fã de "Loco" Bielsa. Acabou de ler a biografia do argentino que hoje comanda o Athletic Bilbao, da Espanha.

Os dois compartilham algumas manias e têm estilo de enxergar futebol de forma parecida.

"Quando jogava futebol com os meus amigos, queria ter a bola. Quando a perdíamos, somente buscávamos recuperá-la para voltar a atacar", disse certa vez Bielsa.

Foi sob seu comando que a seleção argentina viveu seu melhor momento nos últimos anos. Nas eliminatórias para a Copa de 2002, terminou em primeiro lugar, com 80% de aproveitamento, 12 pontos a frente do Equador, segundo colocado.

Depois fracassou no Mundial, ao ser eliminado ainda na primeira fase. Seguiu o seu trabalho e conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. A primeira de um país sul-americano desde que o Uruguai havia sido bicampeão nos anos 20.

Pediu demissão e foi buscar novos desafios. Treinou o Chile que voltou ao Mundial após um hiato de 12 anos. Só ficou atrás do Brasil no qualificatório.

Na Copa, ao enfrentar a Espanha, que depois conquistou o torneio, não fez o convencional e atacou o adversário. Mesmo com um jogador a menos por 45min, teve mais posse de bola. Perdeu, mas a pelota ficou sob o controle dos chilenos por oito minutos, um a mais que a Fúria.

Se quiser ser campeão, não é só a ousadia de Bielsa que Adilson terá que incorporar. Nas suas campanhas pelas eliminatórias, o argentino conquistou a vitória em 61% das vezes que entrou em campo. Praticamente o dobro do alcançado por Adilson à frente do São Paulo.

Apesar da dificuldade da conquista _terá que vencer sete e empatar dois nos nove jogos restantes_, Adilson crê no título.

Os motivos para a crença são a evolução de Luis Fabiano, que fará contra o Atlético-GO sua quarta partida, a presença constante de Lucas, a repetição dos treinamentos e a pressão da reta final.

Para saber mais sobre Adilson e Bielsa: http://www1.folha.uol.com.br/esporte/991194-adilson-se-inspira-em-bielsa-para-retomar-vitorias.shtml




2 comentários:

IRAN SPFC disse...

olá, meu nome é Irany, tenho um blog sobre cartola e futebol, mas centralizado em opniões pessoais com media de 350 visistas diarias, o endereço é http://canosleague.tk ou o canosleague.blogspot.com para acesso direto, estou procurando outros sites para fazer troca de banners, se interessar, por gentileza responda ao email, belo site vc tem, obrigado e um bom Fim de Semana! O EMAIL É banidodoceu@r7.com

sports fan disse...

Hi,

Nice site, very informative. Would you please consider adding a link to my website on your page. We are happy to offer you a 10% discount to our Online Store if you do so. Please email me back and I would be happy to give you our link.

Thanks!

Frank
frank641w@gmail.com